31.10.08

Vídeos resistentes

Vejam a reportagem da TVFátima sobre a Resistência, e não percam a atravessadela aos 0:22. Já está? Agora metam o capacete e luvas, sentem-se à frente do monitor, e partamos para os treinos cronometrados a bordo da máquina vencedora! Em esplendorosa HortaVision (tm)! (este vídeo foi feito em cima do joelho, talvez depois faça alguma coisa mais elaborada)



Os media locais insistiam em chamar os Vespistas de "Vespinos"; acho que não se referiam às motoretas da Piaggio, mas sim a uma variação dos camponeses cavaleiros do Ribatejo, chamados de campinos. Se andam de Vespas, então são Vespinos. Bem vindos a Abrantes no Ribatejo! (ora no Porto somos tripeiros, e se andarmos de Vespa seremos Vespeiros? Como seria na vossa zona do país?)

30.10.08

Inspecções obrigatórias vêm aí

A SIC noticia que, a partir do segundo semestre de 2009, as motas e motorizadas serão sujeitas a inspecções periódicas obrigatórias. É esse o plano do Governo, pelo menos. É claro que isto não é novidade, a RTP já o relatou em Maio. Nada de histerismos! Ainda têm um ano para despejarem o vosso charuto com números de quadro martelados no colo de algum inocente! E os preços até estão bons para vender e tudo...

Olhós bonecos resistentes


Vespa racing Vespa racing

Vespa racing Vespa racing

Vespa racing Vespa racing

Vespa racing Vespa racing

E não, o 9 não caiu: prova.

27.10.08

Resistência!

(façam o favor de aguentar mais um par de dias pelas fotos - a Gerência agradece)

EMOÇÃO!

P1050596

INTRIGA!

P1050814

SUSPENSE!

Vespa slide

24.10.08

WTF !?

Quando lerem isto, devo estar a caminho da Resistência, em Abrantes. Para vos ajudar a ultrapassar o fim-de-semana, aqui fica uma posta automática.

Anúncio verdadeiro avistado nas internétes:
Procuro motor de vespa bn1 de 1951-1952 completo,estou a costruir uma vespa em madeira e faltame algumas peças da roda da frente.

23.10.08

LTB delivers

Uma busca rápida pela garagem resultou na ferramenta ideal de recolocação de carburadores de Lambretta, uma placa comemorativa da 1ª Prova de Regularidade Guimarães-Lisboa. O falo de cerâmica que adornava a placa foi utilizado para decorar os sinais de trânsito à frente da ExpoBatalha, durante a viagem de regresso, se por acaso se estiverem a questionar. (LTB, tens uma foto?)
Sim, ele tinha. Apresentando a segunda metade da ferramenta de recolocação de carburadores de Lambretta, libertada na Natureza à frente da ExpoBatalha pelas 23.00 horas, há um ano atrás. Coisas estranhas acontecem na estrada. Coisas estranhas acontecem na estrada. Coisas estranhas acontecem na estrada.

Weird things happen on the road

22.10.08

Horta Quizz #2

A Horta vai entrar em modo minimalista durante as próximas duas semanas, pois estou a crashar do ginseng. Deixo-vos o segundo Horta Quizz para se entreterem.

Qual é o "horror" preferido de Bob numa Vespa restaurada? Reflictam e cliquem na resposta. Se acertarem, verão o bicho em toda a sua glória; mas, se falharem, horror!, perderão o apetite durante vários dias! Foram avisados.
a) Parafusos incorrectos
b) Excesso de betume
c) Sinoblocos paridos
d) Furos desnecessários

17.10.08

Vespas no Jumbo

O Jumbo tem miniaturas 1:12 da PX à venda. Preço aproximado: 10 euros. Fim de comunicação.

DL ressuscitada!

A Horta tem estado muito activa! Aquele ginseng parece que funciona mesmo!... Ou talvez seja tesão por osmose do ScooterBuildOff... De qualquer maneira, lembram-se da minha Lambretta, a dos pneus do amor? Que tem uma irmã gémea? Ora essa DL150 estava parada há vários anos quando a comprei, e parada durante vários anos permaneceu. Sempre sem nunca trabalhar.quase um ano atrás limpei-a e tentei ressuscitá-la, com pouco sucesso: o motor só trabalhava durante 2 ou 3 segundos antes de morrer, e o carburador não queria sair do colector.

A coisa ficou por aí e, exceptuando esses pequenos soluços, a Lambe-greta já não trabalhava há uns 10 anos ou mais. Há alguns dias atrás, com uma ajudinha do Sérgio, pudemos finalmente tirar o carburador preso, e fazer-lhe uma limpeza.

P1050202

Da mesma maneira que foi necessário aplicar umas pancadinhas para o bicho sair (razão que bloqueou as operações originais), também foi necessário aplicar as mesmas pancadinhas técnicas para o recolocar em posição. Uma busca rápida pela garagem resultou na ferramenta ideal de recolocação de carburadores de Lambretta, uma placa comemorativa da 1ª Prova de Regularidade Guimarães-Lisboa. O falo de cerâmica que adornava a placa foi utilizado para decorar os sinais de trânsito à frente da ExpoBatalha, durante a viagem de regresso, se por acaso se estiverem a questionar. (LTB, tens uma foto?)

P1050203

Com 4 kickadas ela começou logo a querer pegar, mas tivemos que parar para tratar duma fuga de gota. A seguir liguei a câmara e foi o que vêem, uma scutra ressuscitada e cheia de sangue na guelra. O motor estava com um bocado de sono mas ficou a trabalhar muito melhor depois dum pequeno ajuste no parafuso da mistura, mesmo a respirar pelo filtro de ar velho. Talvez mais dois anitos e esteja pronta para a estrada.



16.10.08

Sprint update II

Passaram-se nove meses desde o último update do restauro da Sprint, e dezoito meses desde que visitei o chapeiro pela última vez. O meu restauro, previsto metódico, regular e organizado, transformou-se num impasse caótico e anárquico.

Cerrei os dentes e empurrei a carroça para diante: liguei ao chapeiro e fui visitá-lo. O homem é simpático e comprometeu-se a avançar com o meu quadro, depois das duas desgraças que o afligiram: casou-se, e partiu a clavícula. O meu quadro, se ainda não o viram, está muito direito, sem grandes pancadas ou mossas. O suporte do amortecedor está impecável. Os dois grandes problemas são um podre na costura em T que fica por baixo do bacalhau...

P1050259

...e um chão picotado de ferrugem que terá que ser substituído.

P1050261

Este era o chapeiro do Vasco e, por isso, tem resmas de experiência a realizar trabalhos complicados em Vespas de todo o tipo. Estou optimista acerca do resultado final, e de como este cumprirá os meus elevados e irreais parâmetros de qualidade, a um preço não exorbitante. Escusam de me pedir o contacto deste chapeiro pois ele já me anunciou que esta será a última Vespa em que trabalhará. "É um serviço muito miudinho que não paga as horas gastas", informou. Mais à frente acrescentou que talvez trabalhe em mais Vespas, mas "sem prazo e sem orçamento". Se vocês tiverem um chapeiro bom e barato, ofereçam-lhe uma garafa de pinga e lavem-lhe o carro, já!

Outra coisa interessante: o MC (Meu Chapeiro) queixou-se que a metalização/zincagem tornava a soldadura bastante mais difícil- "não deixa agarrar". Nunca tinha ouvido essa antes e talvez até faça sentido. Se dão valor ao vosso chapeiro, perguntem-lhe, de antemão, se o incomoda a metalização. Ele ficará sensibilizado.

Se tudo correr bem, talvez eu tenha um quadro no Natal.

15.10.08

Blog Action Day 08

Hoje é 15 de Outubro, o Blog Action Day 08. Neste dia, todos os "manda-postas" da net se unem para falar num único assunto, e trazê-lo à atenção do público. Dessa maneira, espera-se melhorar um pouco este mundo onde vivemos. O ano passado teve como tema o ambiente, e este ano debruça-se sobre a pobreza.

Não é necessário um grande investimento em esforço ou tempo para fazer algo que combata a pobreza. Dêem uma vista de olhos a esta lista com 88 sugestões, desde as minúsculas às envolvidas.

Pobreza

Eu vi este painel de azulejos na praça principal da aldeia (?) de Cesar, não longe do Porto. Fiquei impressionado pela ideia duma localidade tomar responsabilidade pelos seus cidadãos desfavorecidos, e anunciar isso de maneira proeminente. Porque é que mais cidades não fazem o mesmo? Não seria um motivo de orgulho e reconhecimento muito maior do que ter uma marginal nova ou um segundo centro de congressos? Se houve dinheiro e vontade e emoção para se realizar um campeonato de futebol em 2004, porque é que não há uma fracção desses para se lidar com um problema muito mais grave que uma competição desportiva?

São poucos os problemas mundiais que não tenham sido criados pelo Homem, e são ainda menos os que não podem ser solucionados pelo Homem.

Novo recorder!

Vai uma Sprinter a 8.500 euros? Sim, 8.500! Obrigado ao Valter pela dica e, para os que não estão por dentro dos preços, mesmo metade deste valor seria um abuso- não fiquem com ideias!

Sprint8500

Sabia que ao pedir 8.500 euros por uma Sprint, aumenta as hipóteses de aparecer na Horta em 500%?

14.10.08

Tricarina II

Quando foi revelado o tricarro baseado na Carina, em todo o seu esplendor de transporte de carga, eu interroguei-me sobre a designação correcta de tal metamorfose veicular. "Os atordoados cientistas debatem-se sobre o nome correcto a dar a este extraordinário espécime. Triciclo Carina? Tricarro Carina? TriCar-ina? Tricarina?"

Do Pedro chegam-nos estas fotos do mesmo veículo Casal em questão, bem como a informação do nome oficial: motocarro K900 e K910. (o Pedro tem esta máquina à venda, podem contactá-lo para pedromateusmail arroba gmail.com)

Tricarro Carina

Tricarro Carina

Tricarro Carina

O passo final na determinação do nome veio do site motorizadas50.com, uma fonte valiosíssima de informação que cobre as motorizadas nacionais. Lá se encontra esta pequena imagem dum folheto publicitário- na mesma linha gráfica destes- que anuncia os motocarros K900 e K910. Não sei qual é a diferença entre estas duas "variantes", talvez uma seja coberta e a outra descapotável? Não obstante, é inegável que qualquer uma delas representa solução económica para o transporte das suas cargas, incluindo barris pertencentes a um homem vestido de cor-de-rosa, e crianças do rancho folclórico.

(link directo de motorizadas50.com - "Gentilmente cedido por António Valente" - avisem se deixar de funcionar)

13.10.08

Carina nas revistas

Hoje fechamos um trio de postas dedicadas às aparições recentes de scooters clássicas nas revistas, com incidência na máquina nacional Carina. A revista DaMotoClássica nº 5 dedicou uma ficha de características à S170, e a revista DaMoto nº13 apresentou o modelo e a sua história.

P1050283

P1050257

Novidades interessantes:
  • A designação original do modelo era S170. As funcionárias da Casal, que entretanto desenvolveram afecto pelo produto que fabricavam, começaram a tratá-la por "Carina", expressão que significa "querida" na região de Aveiro;
  • As cores existentes indicadas são o branco, azul, verde e vermelho. Ora a antiga lista de factos da Carina indica o branco, cinzento e azul. Está assim adicionado o vermelho, um tom bastante raro. Acho que ainda só vi uma única Carina, a do Tiago Admin, nessa cor.
Os colegas da DaMoto escrevem que a Horta é "[u]m dos principais centros de informação deste tipo de moto nos dias de hoje". Ei, se está escrito numa revista é porque deve ser verdade! Todos sabemos que os jornalistas nunca se enganam, certo? De qualquer maneira, já tenho uma colecção de imagens e manuais jeitosa.

Também se podem apreciar dois anúncios de época, a meu ver inéditos. Notem a salina como pano de fundo, típica da região Aveirense. Acho que o executivo responsável pela publicidade da Metalurgia Casal tinha algum fetiche com loiras de cabelo comprido...

Casal Carina S170

Para finalizar, a obrigatória tatuagem simulada que usarei para projectar o meu hardcorismo e para me salientar entre as moles intermináveis de scooteristas com Carinas recuperadas que vão invadir as ruas depois de terem lido nas revistas da especialidade que a Carina está "in".

CARINA

10.10.08

GS150 nas revistas

(continuo a odiar computadores, sentimento extendido agora ao Windows Vista)

Aqui o Bob tem o dedo firmemente pressionado no pulso da cena scooterista nacional. Assim, da mesma maneira que eu previ que a Carina seria a moda do Verão de 2008, também prevejo que a GS150 seja a moda do Verão de 2009. E que as cassetes de vídeo Betamax vão regressar em força.

Retomando o fenómeno de repetidas aparições de scooters nas revistas nacionais de que falámos ontem, a GS150 mostrou-se na Motor Clássico e na DaMotoClássica. Na primeira apareceu sob a forma dum vietbodge Indonésio de contornos verdadeiramente lamentáveis, facto que já foi comunicado de maneira clara e repetida aos responsáveis da Motorpress; na segunda apareceu de maneira digna e minimamente adequada, como já aqui foi noticiado.

P1050256

Assim, está iniciada a corrida às GSs, e ao topo da cadeia alimentar Vespista. Adquiridas a preços de ouro e restauradas sob pressão, é vê-las a sair à rua na Primavera que aí vem. Esperemos que estas vindouras reencarnações façam jus à beleza do modelo, e não descambem para a sucatice parola. E por falar em sucatice parola, vejam a ilustração de GS150 que veio num CD de música dos anos 60 que tirei da pilha dos saldos.

Yellow GS ilustration

O CD apresenta uma boa relação preço-qualidade, e as músicas satisfazem na generalidade, graças a clássicos como Poison Ivy dos Paramounts e Anyone who had a heart de Cilla Black. A grande nódoa é a qualidade do "restauro" da GS que adorna o dito suporte de aúdio, pleno de falhas gravíssimas. Não só foi pintada de amarelo, uma cor que destoa notoriamente com a imagem do mítico Vespone, mas também foi montada incorrectamente, com o motor e a forqueta do lado esquerdo; o parafuso de fixação do motor e o escape também estão pintados de amarelo, sugerindo que a Vespa nem chegou a ser desmontada; as rodas devem possuir uma camada de tinta tão espessa que fez desaparecer o típico padrão em estrela das jantes da VS1; a roda dianteira parece estar completamente desalinhada do plano central do veículo; outros pormenores surgem à superfície com uma inspecção mais atenta, como a ausência das molas do descanso que deve tornar o uso prático desta scooter num pesadelo perigoso. Verdadeiramente vergonhoso! (sim, estou a desancar um desenho, já não dou porrada num classificado há algum tempo e isso faz-me falta, raios!)

Estejam preparados para uma multiplicação exponencial daquele singelo mas persistente anúncio: "Compro GS, qualquer estado". Sinceramente, em vez de ter que renovar o anúncio periodicamente, não era mais fácil fazer uma tatuagem?...

COMPROGS

9.10.08

LML nas revistas

É uma altura entusiasmante para o scooterismo nacional, mesmo apesar das dores de crescimento. Entre outros desenvolvimentos emocionantes, assiste-se a uma presença significativa das scooters clássicas nas revistas da especialidade nacionais. No mês passado, podia-se ler um teste duma scooter LML na revista DaMoto, com o Tunes a servir de modelo.

Tunes
(foto não retocada do Tunes a andar sem capacete)

Também na última Scooting lá apareceu a minha cara junto a dissertação referente à supra-citada scooter Indiana, e à sua importância para o futuro da cena scooterista. É claro que o facto da minha aparência ter sido retratada em tal publicação periódica perde significativo brilho, já que, ultimamente, qualquer um consegue aparecer em revistas. Estilo, sei lá, o Tunes? Não obstante tal facto frustrante, tenho ar elegante.

P1050249

Finalmente, mais outra porção algo obsoleta dessa enorme pocilga de jaguncice que é o LTB (ok, desta vez é que é mesmo a última, prometo): o palhaço atirou-me uma bola de neve no passeio à Serra da Estrela, com consequências devastadoras, não só para o meu franzino físico, mas também para a minha perturbada psique. "Tem jeito?"

LTB

8.10.08

Vários

1- Não foi o meu sem-fim que deu o berro, mas o miolo da bicha. Já devia ter uns 5 anos sem lubrificação, por isso não estou chateado. É claro que só descobri o facto depois de ter comprado um sem-fim novo, que agora irá servir de suplente até ao próximo atrofiamento de sem-fim, altura em que o suplente revelará estar perdido. Enfim...

2- O PortuguesesAoVolante mandou uma posta com uns Ape tuga-xuning, vão lá ver. Excelente captura, a da foto do PE:



3- Como eu sou um scooterista montes de hardcore, devo certificar-me que todos o sabem senão não tem piada. Ora existem duas maneiras tradicionais de projectar essa superioridade sobre os restantes elementos da comunidade scooterista:
  • rolar com scooters em cores pastilha-elástica e montes de cromados
  • rolar com scooters raras e desejáveis
A primeira opção vem logo depois de ser enterrado vivo junto com uma matilha de cães raivosos e um CD do Toy na minha lista de preferências; a segunda opção também se revela impraticável, visto a minha extensa frota de GSs, SSs e Lambegretas 200s estar imobilizada por prazo indeterminado com um caso grave do caruncho. Assim, só me resta uma saída drástica para este problema de projecção de hardcorismo: a tatuagem dos dedos.

BOBRULES

Também posso fazer esta, estou um bocado indeciso. (ok, já não dou mais porrada no Mauro... até à próxima jaguncice palhacenta eheheheheh)

LTBSUCKS

7.10.08

[100 miles] - 160 quilómetros ou o terceiro vídeo da Horta

Bam! Caído do nada, o terceiro vídeo da Horta ocupa o vosso éter virtual. Já estava na altura de experimentar a minha câmara GoPro, e um saltinho a Ílhavo foi a desculpa ideal. (se não funcionar, cliquem aqui)




Este vídeo de time-lapse foi feito com 1750 imagens, de modo muito semelhante ao [Rally Strip]. A máquina tirou fotos automaticamente todos os 5 segundos, que foram agrupadas a 10 frames por segundo. Assim, um segundo de vídeo corresponde a aproximadamente um minuto em tempo real. Notem que começou a chover mesmo no finzinho, tive sorte.

Acreditem ou não, nem todas as acções Hortículas são arquivadas na pasta "Retumbantes Sucessos". A minha ideia original era ter a câmara por cima e atrás do ombro do piloto, de maneira a apanhar o capacete, braços e guiador na imagem. Isso adicionaria uma outra dimensão de interesse ao vídeo. Vai daí arranquei o cabo à vassoura da garagem, prendi-o com zip-ties a uma jante, e siga testar. Muita vibração. Nem com umas espias a segurar o mastro a coisa lá foi. Acabei por admitir derrota e prendi a câmara ao porta-couves dianteiro, simples e fácil. Mas seria interessante fazer a Nacional 109 com este apetrecho todo...

P1050233

A vibração é lixada, até aparece um pouco no vídeo: se prestarem atenção, alguns frames estão "ondulados". Mas a ideia de ter a câmara alta não está esquecida: esperem até eu arranjar um porta-couves para trás...

3.10.08

Ferramentas Lambretta

Para os lambedores de gretas por esse mundo fora, a Horta oferece um pouco de tool porn. O R.B. está prestes a get freaky com um saca-cubo traseiro e um saca-volantes de duas medidas. Falta só aqui o compressor da embraiagem para ser a orgia total.

Ranger Bob chillin' with Lambretta tools

Today's post was powered by SS, Master Lambe-greter.

2.10.08

Queres lá ir?

Quem é que quer ir correr? Abrem hoje as inscrições do "Convívio Resistência - 300 KM em Vespa 2008"! Esta nova e inédita versão da Resistência vai-se realizar no Sábado, dia 25 de Outubro, no Kartódromo de Abrantes. A organização informa que tudo está a ser tratado de forma a proporcionar as melhores condições de convívio, porco no espeto incluído.

Desta vez, para simplificar o processo, as inscrições serão feitas pela Internet através de link disponível nos sites do VCL e do VRP. Em caso de dificuldade, a inscrição poderá ser feita na sede do VCL. Dia 18 fecha o tasco, se os lugares não esgotarem antes. O tombo é de 65€ por equipa mais 5€ por condutor para o seguro.

Como sempre, equipas com uma Vespa e 2 a 6 pilotos, e montes de convívio. Peçam emprestado algum equipamento de protecção e paguem umas mines à malta para serem admitidos numa equipa. Para mais informação, contactem Gonçalo Monteiro (913 401 625 ou 962 443 181), goncalomonteiro@vespaclubelisboa.pt ou vesparacingpt@gmail.com. Vejam fotos e postas antigas das Resistências.

vespa racing portugal

Mas esperem! Ainda há mais! O formato relaxado e informal da Resistência continua a ser muito intimidante para ti? Gostavas de raspar o joelho num kartódromo mas com a tua máquina? Jovem! Vem ao 1º Scooter TrackDay DaMotoClássica/ScooterPT em 11 de Outubro, no Kartódromo D'Aldeia em Alcanede, e junta-te a nós.

Rola numa pista sem o stress duma prova, testa a tua máquina num ambiente seguro, e convive com a malta neste evento aberto a todas as scooters. Que eu saiba nunca se fez nada deste género que fosse acessível ao público, e é que tens que decidir se queres poder ficar com o 1º Scooter Track Day no teu currículo. O primeiro é sempre especial... Inscrições: 20€ TrackDay + 5€ almoço para joao.antunes@agoracomunicacao.com.


scooter track day

1.10.08

Olhó's bonecos do Camping

Já estão disponíveis na net (apenas para efeitos privados e não comerciais - todos os direitos reservados - proibida a venda/ aluguer/ reprodução em condomínios ou associações recreativas, desportivas e culturais) as minhas fotos do Camping. É apenas a mais fabulástica concentração do ano. Se precisam de saber porquê, então nunca compreenderão.


ScooterPT Camping 2008 ScooterPT Camping 2008

ScooterPT Camping 2008 ScooterPT Camping 2008

ScooterPT Camping 2008 ScooterPT Camping 2008
"What happens in Tamanco, stays in Tamanco."