9.12.07

Almoço de Natal do ScooterPT

Foram cinco os bravos do Norte que se reuniram numa fria e húmida madrugada iniciando viagem em direcção à Figueira da Foz, para participarem no Almoço de Natal do fórum ScooterPT. Bob, SS e Pap em PX, RT em T5, e Nuno SS em GTS.

Com os nossos fatos de chuva e luvas empreendendo uma batalha desesperada contra o frio cortante, iniciámos uma viagem hesitante a princípio, regular logo depois com a chegada do Sol e do piso seco. Em Aveiro realizou-se o rendez-vous com mais malta, incluindo uma Lambretta e uma Carina, o que nos limitou o ritmo a partir desse ponto. Se o Governo gastasse uma fracção do dinheiro que investe em radares e campanhas de prevenção rodoviária no restauro de algumas dezenas de Carinas, as mortes na estrada desapareceriam: a totalidade do trânsito nunca ultrapassaria os 50 km/h! [evil]

Encontro na Figueira, já com a lista preenchida: LTB, Kait/Kate, Marrazes, Hugoliveira, Vespoxi, Coriscada, Renator, NI, o homem da Bairrada, Chef em enlatado, e mais 2 ou 3. A Horta entregou a sua última encomenda especial, uma tampa de válvula pimp Gueto-Tuning a uma cliente de Leiria City, produto 100% customizado e não disponível no seu revendedor habitual. Notem que esta não é uma Hello Kitty normal. A ausência de laçarote e metade dos bigodes testemunha uma Hello Kitty vadia, da rua, forte e dura, capaz de mastigar vidro e engolir pregos. Hard-core Kitty. Lá tentámos subir a serra, mas entrou uma mosca para o carburador da T5, o que obrigou à sua abertura para que a mosca pudesse sair. Viveram-se momentos de convívio fraternal.

O restaurante! Comida. Conversa. Afixação dos cartazes XL com o logotipo do encontro criado pelo Coriscada. Sobremesa. Passeio até à Figueira com umas 18 máquinas para inspecção do pôr-do-Sol e mais alguma conversa. As horas avançavam e o pessoal começou a quebrar formação de maneira regular e sincronizada. O núcleo duro do Norte rebocou o pessoal de Aveiro até ao seu código postal, não sem antes ter deixado de fazer uma paragem rápida nas obras para deixar sair umas moscas de dentro do escape de origem Aveirense. Ah, e começou a chover.

Em plena A29, de noite e a chover, RT decide que tem que verter águas, arranjando para tal efeito uma desculpa completamente esfarrapada que o motor já não trabalhava ou algo parecido. Ao menos o homem escolheu um sítio com uma ponte para nos abrigar e iluminação pública abundante. Isto é que é avariar como um profissional! Hardcore scooterist, props respekt broda. O Bob prontamente sacou da lanterninha e da chave de fendas de carro, e lá deixou sair mais uma mosca do carburador desportivo italiano de meados dos anos 80. Com os mecanismos calibrados, cobriu-se o resto da distância num pulinho e ainda deu para ver o fim da telenovela.