30.3.12

Foto do dia

Terni in vespa, millenovecento...2009
Foto de David Francescangeli
   

Avaria 4 - carburador

Finalmente o pickup consertado e a embraiagem resolvida! Vai ser só curtir a partir de agora, certo? Não!!!

Ainda não tinha passado a novidade de estar de volta à Vespa depois de 2 meses de paragem forçada quando o motor começa a falhar. Sem força nenhuma, era preciso abrir o acelerador todo para ele não morrer, sem conseguir passar dos 20 à hora. Consternação exasperada! Exasperamento consternado! Soprar os giglers à mão (ou à boca) não surtiu efeito.

Seria algo mais grave? Ignição? O pickup novo, a bobina exterior com uma resistência um pouco fora dos limites, algum fio onde mexemos? A faísca parecia boa e o facto do motor morrer só com meio acelerador levou-me a suspeitar de falta de gota e não da ignição. O primeiro passo foi ver se o depósito estava entupido, desapertando o tubo de gota à entrada do carburador: fluxo saudável.

P2210011

A seguir, tirar o carburador para uma revisão total. Não estava muito esperançado que fosse isso mas um gajo tem que começar a riscar hipóteses. Quando abro o "balde", vejo uma nhanha horrorosa no fundo, como nunca havia presenciado. Fiquei logo contente pois só podia ser esta a razão do engasgamento, mas logo a seguir raciocinei que toda esta nhanha estava antes do filtro, e não havia ali nada para entupir no fundo do balde. Não pode ser isto... Bem, continue-se com a limpeza geral.

P2210014

Tudo limpo, soprado com ar comprimido, e remontado com juntas novas para dar sorte. Será que funciona? Bem, o motor voltou à normalidade aparente mas o ralenti está muito alto e não baixa por nada. Será fuga de ar? Raios, mas eu meti juntas novas na base do carburador!! Frustração intensa durante 30 segundos! Bem, afinal era só o cabo do acelerador que ficou muito esticado depois da reinstalação do carburador (estranho, porque estava bem antes de o desmontar) e a guilhotina não fechava completamente. Uma afinaçãozita e ficou tudo a 100%.

P2210027

A PX esteve uns dois meses parada, e a gasolina secou dentro do carburador deixando um verniz esquisito e resíduos. Deve ter sido essa a razão da avaria; logo depois de a PX ter recomeçado a rolar alguma porcaria lá dentro entupiu uma passagem importante e a mistura ficou toda anoréxica. É por isso que se deve deixar uma Vespa (ou qualquer outro veículo semelhante) a trabalhar com a gasolina fechada antes de um longo período de inactividade, para retirar toda a gasolina do carburador. Mais uma avaria consertada, venha a próxima.
    

29.3.12

Foto do dia

CIMG_1583
Foto de Pistol Pete
   

Avaria 3 - embraiagem nova

Ah sim, a instalação da embraiagem melhorada. As coisas nunca são tão simples quanto parecem... A avaria número 3 é uma avaria dupla pois tive problemas de compatibilidade e problemas de operação de modo consecutivo. E quando digo problemas de operação quero dizer que a grandessíssima vaca se desfazia sozinha.

Aviso de compatibilidade número 1: para meter a embraiagem de estilo novo é preciso desbastar a nervura superior no carter...

P1169650

... e a nervura inferior na tampa da embraiagem.

P1169653

Aviso de compatibilidade número 2: é necessária uma porca nova como a da imagem e um centro de embraiagem com o chanfro lateral (o de origem não tem chanfro). E, já agora, uma golpilha de roda nova e um dedal de embraiagem se estiver desgastado.

P1169634


Aviso de compatibilidade número 3: a SIP tem montes de avisos em letras vermelhas na página da embraiagem, não sei se se aplicam ao vosso caso ou não, informem-se primeiro com um mecânico experiente.

Então, depois de lidar com todas estas incompatibilidades, lá se montou a embraiagem nova. Andou 50 metros e desfez-se dentro do motor :-(. O freio saiu e os discos vieram todos atrás. Montou-se a embraiagem novamente com um freio novo e cuidado extra, e desta vez nem andou: desfez-se a dar ao kicks.

Avaria bizarra! As embraiagens desfazem-se com motores muito potentes, quando a cesta começa a abrir, ou talvez se estiverem a bater em algo que não as deixa comprimir. Ora a cesta estava impecável e também não havia nada raspado. Nenhum dos mecânicos experientes com quem conferenciei conseguiu fornecer uma explicação satisfatória para estes raros acontecimentos que continuam encerrados num véu de mistério total.

P2109793

Foi frustrante estar constantemente a montar e a desmontar a embraiagem, sem poder andar de Vespa, mas pelo menos fiquei craque na operação, incluindo o truque da corda pelo buraco da vela para bloquear a cambota no sítio.

E como se resolveu o problema? Uma cesta usada de origem Piaggio (a embraiagem nova completa era da marca Newfren vendida pela SIP) foi obtida - obrigado Vasco! - e realizou-se uma troca dos restantes componentes, apesar das duas cestas serem idênticas em todos os aspectos visíveis.

P2129970

Notem que a minha bancada para trabalhos de precisão está estofada para se assemelhar ao banco customizado da minha PX.

P2129973

O transplante foi feito à vietnamita style e resolveu o problema por artes mágicas, apesar das duas cestas serem idênticas. Evidentemente não podem ser idênticas porque, se o fossem, o problema persistiria; a causa da auto-destruição da embraiagem? Permanece desconhecida. E dormente. Que continue assim.
      

28.3.12

Foto do dia

LA VESPA VOLADORA 1990
Foto de TxabiBike
Refrigeração líquida, 1990.
 

Avaria 2 - pick up queimado

Quando o "pick up" morre, costuma ser de modo súbito e com pouco ou nenhum aviso. A não ser que se tenha um prato de bobinas suplente à mão de semear, é basicamente terminal: toca a chamar o reboque. O meu morreu em Vila do Conde, desesperantemente longe de casa, mas estranhamente perto da casa dos pais do Sérgio, onde havia um quarto a mais e um camião alugado cheio de bicicletas novas que vinha para o Porto na manhã seguinte. A realidade é mais estranha que a ficção.

PC148531

O meu diagnóstico da ausência completa de faísca foi logo pick up queimado - comprei um novo imediatamente - mas foi só mesmo palpite, podia ser algo completamente diferente. O Sam verificou a bobina da ignição e viu que esta tinha uma resistência um pouco abaixo do normal (380 ohms em vez de 500 mais ou menos 20 ohms, se bem me lembro) mas não era disso, era mesmo o pick up frito.

P1169640

Já que se estava com a mão na massa (piada de electricidade, get it?) trocou-se também o fio verde por precaução. Conta a lenda que os fios verdes nas instalações eléctricas velhas das Vespas começam a partir e a dar problemas, o que é mau já que o fio verde desliga o motor.

P1169643

Com um pick up novo e a faísca ressuscitada, poderia-se pensar que eu estaria de volta à estrada mas não, a embraiagem continuava moribunda. E a meter real nojo. Não percam a continuação da saga amanhã.
   

27.3.12

Foto do dia

annalisa
Foto de scottelbot
   

Avaria 1 - embraiagem de origem

E começa aqui e agora uma série épica de descrições de avarias que me atormentaram de modo inusitado e lancinante durante a transição do ano. A Horta já teve um ciclo Carina, e agora vai ter um ciclo negro de avarias: 6 seguidas!

Nunca tinha tido problemas de embraiagem até cerca de dois anos depois de meter o kit. A vaca começou a derrapar e eu pensei logo em discos gastos mas não. A cesta estava toda comida apesar de ser uma peça da concorrência (ou por causa disso?) aparentemente mais robusta que a de origem, e apesar de eu conduzir de modo bastante conservador.

P2280276

De qualquer modo, com aquelas bocas todas, os discos não recolhem livremente e começam a derrapar. Decidi trocar a embraiagem de origem por uma do "estilo Cosa/PX nova", alegadamente mais suave e robusta, mas a troca foi tudo menos imediata.

Posso dizer-vos que a coisa foi um bocado desesperante em certas ocasiões, e sem dúvida que lerão mais pormenores na posta "Avaria 3" futura. Até lá fica aqui o registo visual de um dos pontos mais baixos do processo, com a minha PX tristemente imobilizada a ser obrigada a andar de furgão emprestado com bicicletas por cima.

P1169655
   

26.3.12

Foto do dia

vespa days!!!
Foto de Jörg Richner
   

Uma ET rebaixada na Melhor Cor do Universo

A Horta foi inundada com reclamações* da não-publicação de uma determinada receita de lasagna de cenoura. Como a vossa felicidade e bem-estar é a minha mais importante preocupação**, eis aqui publicada a dita receita em todo o pormenor. Esta será a última vez e considero este assunto permanentemente resolvido.

* por acaso foi só o Ilde
** Nem Por Isso (N.P.I.)

Receita de lasagna de cenoura

Entretanto adicionei mais uma miniatura à minha colecção de miniaturas, uma ET rebaixada na Melhor Cor do Universo (M.C.U.). Possui um mastro esguio e cromado encimado por uma garra poderosa destinada à exibição vertical de fotografias ou outros documentos significantes de índole visual. Para demonstrar a funcionalidade da garra supra-citada, socorri-me da ajuda do Melhor Autocolante do Universo (M.A.U.), o épico e be-ru-tale "Agarrar é humano". Este autocolante continua na minha secretária à espera de um recipiente que seja digno de acolher tão monumental mensagem; não sei se isso chegará a acontecer antes do Apocalipse...

P3210645
agarrar é apocalíptico
   

23.3.12

Foto do dia

No Parking
Foto de Alex Pink
   

Do lado de lá do oceano

Na época do Natal o Rui Heinkel entregou-me um pacotinho que recebeu do Vasco que tinha ido ao Rio de Janeiro, que por sua vez o recebeu do Leo. Depois de passar por tantas mãos, tive que deixar o pacotinho a desinfectar durante três meses pois possuo uma saúde frágil. 6 semanas em ácido mais 6 semanas numa fornalha a 300º e a coisa revela-se, finalmente, suficientemente estéril para poder ser lidada e postada.

P3200643

Recebi dois autocolantes da Confraria Rio Vespa Clube e da Confraria Vespa Motor Club, que aqui apresento emoldurados pela minha cidade do Porto e pelo seu rio Douro.

P3200633

Também recebi uma faixa da concentração RGS em Vespa 2011, uma actividade com malta do Brasil, Uruguai e Argentina, que se encontra agora pendurada com orgulho na parede dos troféus no Bunker.

Eu estava um bocado deprimido por não ter dinheiro para comprar a nova scooter BMW mas o facto de saber que há pessoas do outro lado do oceano que são minhas amigas sem sequer me conhecerem alegrou-me bastante. Valeu, galera.
   

13.3.12

Foto do dia

Vespa_50_L
Foto de Paol(ONE)
   

Nova embraiagem Pinasco

Os tipos da Pinasco continuam a lançar uma novidade atrás da outra! Se tens uma Vespa "large frame" e a tua embraiagem está sempre a dar problemas, então esta nova unidade reforçada pode ser a solução ideal, já que foi desenhada com atenção especial à durabilidade.

Fotos de Pinasco

Logo à partida já vem com o rolamento Clutch Slider em vez casquilhos de bronze. As zonas que mais se desgastam/deformam utilizam aços especiais e têmperas por indução para obter uma longa vida de serviço. Os discos são feitos com aço de qualidade e a cortiça possui uma porosidade "ideal" que garante uma tracção "perfeita" a todos os regimes de rotação, alegadamente mais 10% que os discos tradicionais.


O suporte das molas foi completamente redesenhado em aço C40, e a pista do Clutch Slider foi temperada por indução e posteriormente rectificada para máxima suavidade e durabilidade. Os furos de aligeiramento diminuem o peso e aumentam o sexy. #regurgitacaodepressrelease
   

9.3.12

Foto do dia

Go!
Foto de Rachel Velocette
   

Veículo Oficial do Apocalipse

O Veículo Oficial do Apocalipse Scooterista Vindouro (V.O.A.S.V.) é, oficialmente, a nova Lambretta (a Honda PCX e a Honda CN ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente). E porquê? Porque sempre que vou para o trabalho passo a 20 metros de uma.

new Bretta
Estacionada ao lado das Vespas ---> Apocalipse

Continuo a achar que é feia como o raio, se bem que as versões monocolores sejam ligeiramente menos indigestas. O modelo de 50cc não parece assistir a terras lusitanas. De qualquer modo, recebi uma "libertação de pressão" (press-release para os anglo-saxónicos) do importador avisando-me que o V.O.A.S.V. custa agora menos 600€, o que deve dar para comprar um casaco da BMW.
Lambretta LN 125 - Novo preço


Após a sua apresentação ao mercado nacional em setembro passado, a Lambretta LN125 apresenta-se agora com um preço mais competitivo. O seu distribuidor, Multimoto Motor Portugal, S.A., decidiu reduzir o preço de venda ao público em 600€, fixando-o em 3.195€.
Com este modelo LN125, a marca italiana regressa com as mesmas linhas que a tornaram mítica e que se traduziram num grande sucesso nos anos 50, 60 e 70.
As suas principais características são a carroçaria em aço (típico da marca), o farol redondo clássico, as suas generosas dimensões que nos fazem reviver os tempos áureos da Lambretta.
A LN125 pode ser conduzida com carta de categoria B e está disponível em várias cores em um ou dois tons. Este modelo está já disponível nos concessionários e todos os curiosos podem conhecê-lo pelo site www.lambrettaoriginal.com.pt.
E aqui está uma simulação azul-cuequificada a 130%. De nada.

   

8.3.12

Foto do dia

Vespa Primavera
Foto de Robert Ulmer
   

Promoção LML na OldScooter

A oldScooter informa que nos próximos 100 dias irá estar a decorrer uma mega-promoção.
Desde o dia 1 de Março e até ao dia 9 de Junho na compra de uma LML nova oferecemos um vale de 100€ a usar no que quiser (acessórios, mão de obra, revisões, etc.) Esta campanha é válida numa única utilização e não é acumulável com outras promoções em vigor.



Soa bem, colegas!