29.3.08

DaMotoClassica





Da mesma organização que nos trouxe a revista DaMoto, eis que surge a DaMotoClassica, a "primeira revista portuguesa da motocicleta antiga" ou a "revista portuguesa de motos clássicas", segundo a capa ou o site. O grande Pedro Pinto é o seu director, o que augura um desejável futuro risonho a esta publicação mensal. O site respectivo já parece estar a funcionar.

Três euros e meio é algo excessivo para 30 páginas e o grafismo não me conquistou, mas os artigos principais são muito interessantes e conto que o próximo número ainda seja melhor. Como vocês irão provavelmente passar o fim de semana enfiados dentro dum centro comercial, aproveitem para comprar o número 1 de Abril. A Horta recomenda. Não, a Horta ordena!

Estou de partida para a Resistência, até Segunda!

28.3.08

Flickr de novo

Se ainda não acreditam na pinta que é o Flickr, dêem um pulo às fotos do culturesponge; à sua hipnótica colecção de manuais vintage; ao seu delicioso ajuntamento de fotos de GS150; ao seu impressionante projecto "Gran Sport Veloce"; às intermináveis fotos de época, brochuras publicitárias, e ilustrações variadas de Lambrettas, GSs e SSs. Soberbo!

26.3.08

GuetoPrototype

P1010249

Os meus computadores podem dar o berro, mas nao o Guetoformer! (lamento imenso, mas nao tenho acentuacao lusitana de momento)

A madeira nao necessita de actualizacoes de software, e a pistola de calor funciona mesmo sem rede. Assim sendo, a Horta criou um conjunto de faces transparentes para velocimetro Vespa a pedido de conhecido Vespista nacional. O primeiro prototipo foi fabricado hoje num Bunker especialmente humido e bafiento, estando previsto o inicio duma serie de testes funcionais e esteticos para muito breve. Foi divertido dar mais uma voltinha no velho Guetoformer, depois de lhe ter limpado todos os fungos.

X, ainda nao me esqueci da tampa do rectificador!

19.3.08

I <3 Flickr

O que é o Flickr? É um dos sites de partilha de fotos mais populares, e algo bastante viciante. Para qualquer pessoa que goste de fotografia, ou que tenha interesse em ver fotos sobre algum passatempo/ local /actividade, o Flickr é incontornável. É como o Youtube das fotos, mas com um sentimento muito maior de comunidade.

Basta irem lá e procurarem por Vespa, por exemplo, ou por uma etiqueta popular. Cliquem numa foto de que gostem e vejam as outras fotos dessa pessoa. Vejam as fotos que essa pessoa marcou como favoritas, vejam as fotos dos "contactos" (amigos) e os favoritos deles! Vejam as mais interessantes! As possibilidades de interacção e pesquisa são inúmeras. Existem grupos subordinados a um tema, como por exemplo o grupo "Vespista" ou o grupo "Scooters em Portugal". Comecem a clicar e a explorar à vontade!

Podem criar uma conta gratuita, muito popular para armazenar fotos para blogues, por exemplo. A grande desvantagem é que só são visíveis as últimas 200 fotos carregadas. Por um preço módico, podemos adquirir uma conta "pro" sem limitações. Para mim, acabaram-se os backups em CDs, vai tudo para o Flickr! Podem ver as minhas fotos aqui, ou espreitar na barra de miniaturas que aparece na coluna esquerda.


18.3.08

w00t!

O MasterBlaster foi um dos meus projectos mais bem sucedidos. Teve a dificuldade certa para ser um desafio grande, mas sem dar dores de cabeça. A sensação de realização que provém da construção com as nossas próprias mãos duma máquina que resolve eficazmente um problema é difícil de explicar a quem não seja adepto da bricolage, e esteja habituado a comprar tudo.

Assim sendo, fiquei todo contente quando a revista Make: deu o destaque do dia ao MasterBlaster. Foi uma recompensa inesperada à minha iniciativa e trabalho árduo. É que eu consigo ser extremamente preguiçoso e procrastinador, às vezes... Mas não ficou por aqui! Saíram ontem os resultados do concurso Flickr pool da Make: e o MasterBlaster foi um dos finalistas! Ganhei uma conta "pro" de 6 meses do Flickr! w00t! A partir de hoje, vou pôr flame jobs em tudo!



(amanhã falamos sobre o Flickr...)

17.3.08

[Rally strip]

Ambrósio, apeteceu-me algo especial: o segundo vídeo da Horta, [Rally strip]. Tem melhor aspecto no disco que pela net, mas cá vai.

EDIT: Vídeo também disponível no Youtube.




O Sherlock Holmes ficava sempre chateado quando o pressionavam a explicar o raciocínio por detrás das suas deduções fabulosas; a reacção dos ouvintes era, invariavelmente, algo do estilo "mas claro, é tão simples". Algumas coisas deveriam ser mantidas em segredo, para não perderem o encanto. Mesmo assim, como sou um gajo fixe, vou explicar o processo de criação de vídeos time-lapse para quem estiver interessado. Até é bastante fácil, na realidade.

Podem ler um tutorial aqui, ou usar a minha versão reduzida: peguem num portátil velho e numa webcam foleira emprestada (obrigado ao Rui Heinkel pela sugestão); descarreguem o programinha Timershot (está no fundo da página) que tira e guarda fotografias da webcam a um intervalo escolhido; descarreguem o programinha JPGVideo que pega nas fotos todas e as transforma em vídeo AVI. Já está! Depois podem massajar tudo no MovieMaker que vem com o Windows (vade retro!) XP. Também usei o SUPER para converter entre formatos, especialmente ficheiros FLV "emprestados" do Youtube.

Já tenho mais dois projectos no lume, um dos quais é segredo e mandará a casa toda abaixo. Não ficará tijolo sobre tijolo! O outro é um time-lapse duma viagem grande de Vespa. Infelizmente, a bateria do meu laptop Jurássico há muito que faleceu. Assim estou dependente de alguma alma caridosa que me empreste o seu laptop para fazer 160 quilómetros de estrada nacional pendurado numa mochila na PX. Então, quem quer contribuir para o próximo Horta-vid?

16.3.08

Vídeo com scootas

Só para abrir o apetite, tendo em conta a revelação do novo vídeo da Horta, hoje à meia-noite. As scooters aparecem apenas no princípio, mas prontos.




14.3.08

Old school scootering

Encontrei esta foto no site Punksinparkas. Um momento passado duma história gloriosa. Não, as pessoas não começaram a rolar em sccoters antigas há meia dúzia de anos atrás. Andava-se nos anos 50, quando as estradas eram más, as velas ganhavam pérola e a gasolina comprava-se em drogarias. Recomendo vivamente uma visita à secção das fotos onde se poderá apreciar uma excelente colecção de imagens de época, retratando máquinas conhecidas e exóticas a serem usadas em concentrações, viagens, corridas, todo-o-terreno, e na vida diária. E todas as pessoas que as usavam e amavam.

13.3.08

Brinquedo Amarelo na Scooting

Tive o prazer de escrever um artigo sobre a 50s modificada do Marrazes para a revista Scooting. Duas páginas de "Brinquedo Amarelo" inauguram uma nova era na dominação mundial. Se quiserem ler o artigo, podem clicar na foto para irem ao meu Flickr, clicar no ícone "all sizes" por cima, e escolher um tamanho grande.

Brinquedo Amarelo do Marrazes

12.3.08

The Indian Connection

É muito provável que comecem a ser comercializadas em Portugal, num futuro próximo, as LML Star Deluxe. Para os que não conhecem o bicho, podem ver mais info neste artigo. Basicamente é uma PX com algumas modificações, muito semelhante à Stella.

A organização por trás deste acontecimento é a Movitarget Unipessoal Lda. Os seus contactos são 919710795 e 261742076 (fax). Esta informação é apenas isso, informação; não há nenhuma recomendação/ apoio/ garantia/ patrocínio da Horta em relação a esta actividade comercial. Como sempre, caveat emptor.

E já que estamos com a rebarbadora na mão, está aqui outro parafuso calcinado: este artigo da Scootering scaneado no fórum ModernVespa (via 2strokebuzz). Interessante é a parte onde eles falam do motor a 4 tempos da LML. Como os 2 tempos foram banidos no Egipto, a LML não quis perder o seu mercado de 20.000 unidades. Desenvolveram então em tempo recorde uma versão a 4 tempos do motor PX. Ao contrário do motor a 4 tempos da Bajaj que possui montes de modificações esquisitas, esta unidade da LML modificou ao mínimo o propulsor original, tendo ficado toda a parte inferior praticamente intacta. Até se fala numa versão de 250cc, com mudanças, claro! :-))))) Este motor entusiasmante deverá estar a ser produzido neste mesmo momento! A PX morreu. A PX viverá.

10.3.08

Prémio de montanha de 1ª categoria

Sexta feira a seguir ao almoço desci eu à garagem, onde cumpri o longo ritual de amarrar a mochila e vestir o equipamento todo: calças de neve do Lidl, cinta, lenço, luvas, casaco, capacete, tudo bem apertado e conjugado. Sentindo-me como um cruzamento entre o Bibendum e o Hindenburg, lá espremi suficiente mobilidade para conseguir tirar a PX do descanso. "Mas que raio... Isto não anda?". Pneu de trás furado.

P1000868

Toca a desamarrar tudo e a trocar a câmara de ar num instante. As mãos foram lavadas com WD40 e as feridas desinfectadas com massa consistente. Meia hora depois, fiz-me à estrada. A29, N109, IP5, N231, e eis que surge a Serra na sua imponência. Atravessei-a acompanhado pelo pôr do Sol, dando guinchinhos de entusiasmo a cada curva, a cada paisagem. Todos se encontraram na pousada da Juventude.

P1000895

Depois duma noite mal dormida, o passeio. Cumprimos as nossas obrigações turísticas na Torre e na neve, e atirámo-nos de alma e coração às magníficas estradas que cruzam o parque natural como uma teia, muitas delas em terra batida, num isolamento extra-terrestre. Curvas, curvas e paisagens. Que curvas, céus! Que paisagens! Tentar descrevê-las seria desrespeitoso. O Sol esteve quase sempre presente, mas o mau tempo e o frio insuportável fizeram questão de deixar os seus cumprimentos.

P1000923

Mais uma noite mal dormida, mais estradinhas soberbas. Almoço de 5 pratos e 2 sobremesas em Folgosinho, e siga para Norte em intercepção do IP5. Sempre em frente até à boa velha saída "Matosinhos/ Leixões". Dois lá em cima não são do grupo, marcianinho chama, toma lá a minha esferográfica para trocares o óleo. A última vez que fui à Estrela de Vespa, a PX ainda era azul. Não sei porque demorei tantos anos a lá voltar. Mais fotos aqui.

9.3.08

Getting air

Já cheguei da serra, e amanhã podem passar por cá e ler o relato e, sim, ver as fotos- várias pessoas perguntaram-me especificamente pelas fotos. Mas para terem algo que se veja hoje, podem ir a este tópico que circula no ISBBS, dedicado a fotos de scooters a saltarem, e a caírem. A "apanharem ar", ou "getting air". Inclui um tombo de Silver Wing, um salto com pendura, automáticas e Lambrettas. Lá fora é actividade típica nas concentrações saltarem por cima duma fogueira, geralmente bêbados e a meio da noite. São muito mais avançados que nós...


(pic by Bob, a long time ago)

7.3.08

Biclas nas scootas


(foto do ken.wetherell)

Se tentarmos juntar as minhas duas comidas preferidas, teremos algo bizarro e pouco apetitoso: almôndegas com chocolate. Da mesma maneira, se tentarmos combinar os meus dois veículos preferidos, obteremos um íman de brigadas de trânsito e de contas de hospital, como na foto. Especialmente, porque o homem limitou-se a encaixar o quadro por cima do pneu suplente! :-0 Hardcore!

E se realmente acharem que a ideia possui alguma réstia de mérito, podem ir aqui ao Who rides a Vespa ver um par de soluções menos improvisadas, mas não menos assustadoras. Agora, se pudéssemos rebocar uma Vespa com uma bicicleta, isso sim, isso proporcionaria uma avalanche de aplicações práticas e reais. Vemo-nos na segunda, vou 'pá Estrela!

5.3.08

Site e Fórum VespaRacing

Uma linha rápida só para alertar os que ainda não conhecem o site e fórum VespaRacing. Tenho que trabalhar agora, desenrasquem-se sozinhos.

4.3.08

40.000 quilómetros

Isto sim, é uma aventura! Comecei a ler o livro BuenaYork, uma prenda de anos atrasada, e fiquei completamente viciado pela aventura em si e pelo estilo de escrita, perfeitamente inocente a princípio mas que nos suga irremediavelmente para o meio da acção logo a seguir. Num mundo onde tudo à nossa volta tem que ser seguro e previsível e confortável, uma viagem assim faz todo o sentido. Visitem o site!

3.3.08

Direitos básicos e inalienáveis do Scooterista Clássico

Todo o scooterista é livre de desmontar na posição, instante ou à velocidade que lhe apetecer, com o grau de controlo (ou falta do mesmo) posicional e dinâmico que lhe aprouver. É uma questão de expressão criativa e de liberdades básicas.

Além disso, uma queda pequena de vez em quando ajuda a gastar os pontos. Se um gajo deixar acumular muitos pontos, a coisa pode ficar feia. (eu não, eu não caio; isso é para entidades sem super-poderes...)



(pic by Bob, a long time ago)

2.3.08

Markl, liga-me!

Eu não costumava ouvir o Markl na rádio. A cena dele começava exactamente à hora em que eu tinha de sair de casa para ir trabalhar (de Vespa, sem rádio). Se eu por acaso ouvisse a musiquinha de início da dita rábula, então já estava atrasado. Durante muito tempo, Markl equivaleu a stress, trânsito, atrasos e frustrações.

Não obstante esta desanimadora coincidência de horários, uma vez consegui apanhá-lo a confessar que gostaria de ter uma Vespa mas, infelizmente, nem sabia andar de bicicleta. Sim, isso é um problema. Mas, Markl, tu mereces uma Vespa!

É aqui que eu entro: Markl, eu posso ser o teu personal trainer em assuntos ciclomotorizados. Ensino-te tudo o que precisares de saber sobre bicicletas, Vespas, ferramentas eléctricas, sobrevivência em cima duma bicicleta, sobrevivência em cima duma Vespa, e sobrevivência ao lidar com ferramentas eléctricas.

Temos quase a mesma idade, óculos e barba. Sou o maior viciado nos Monty Python do meu prédio (exceptuando a velhota do 1º direito mas essa é mesmo apanhada) e estou dedicado de corpo e alma à salvação do planeta por intermédio da escrita cómica. Somos praticamente almas gémeas, dude!

Eu correria atrás de ti a segurar-te no selim; beijar-te-ia os dói-dóis nos joelhos quando fosses ao chão; transportar-te-ia ao hospital quando fosses mesmo ao chão. E depois dos curativos, poderíamos passar preguiçosas tardes de Outono a discutir trivia obscura dos Simpsons e do Family Guy, e a inventariar as possíveis utilizações de uma colecção de laptops antigos. Eu escreveria a nova época dos Gato Fedorento e ganharia pipas de dinheiro que desapareceriam num mau investimento num revolucionário projecto hidroeléctrico no centro de Espanha. Tu e eu tornar-nos-íamos nos melhores amigos de todo o Universo mas não conseguiríamos exprimir os nossos sentimentos, como homens latinos emocionalmente subdesenvolvidos que somos. "Tu completas-me e devo-te tudo o que sou" sairia algo como "quase que te espalhavas lá atrás, ó palhaço". Sim, porque daríamos longos e emocionantes passeios de Vespa, como num anúncio de refrigerante dos anos 80, onde nos riríamos como colegiais japonesas depois de apanharmos refrescantes molhas debaixo dum lindo Sol acolhedor.

Por isso liga-me, Markl. Para os leitores que queiram ver florescer este man love entre Bob e Markl, podem clicar aqui no blogue dele muitas vezes, a ver se a Horta lhe chama a atenção. Entretanto deixo aqui uns iscos para os motores de busca, a ver se o homem vem cá parar. Dedos cruzados...
  • Nuno Markl
  • Nuno Markl rula
  • Nuno Markl sucks
  • quero ter os filhos de Nuno Markl
  • Nuno Markl é um semi-deus bronzeado e musculado, Mestre Supremo de todo o éter e multimédia, e referência incontornável e perene do estilo geek chic. Sagradas são as suas mãos pois traduziram os Escritos de Cleese, Palin e companhia.
  • Nuno Markl aprender a andar de bicicleta vespa
  • bicycle vespa riding for dummies
  • como não morrer em cima duma Vespa
  • horrific scooter bicycle injuries
  • hot lesbian sex
  • cenas curtidas com aquelas vespas antigas
  • Markl quer Vespa
  • preciso de estagiários que queiram ganhar pipas de dinheiro
  • ideias obscuras e refinadas para postas de blog/ série humorística de televisão/ rábulas na rádio/ discurso de gala chique de entrega de prémios/ nova época do Gato Fedorento envolvendo profundo conhecimento de Vespas, bicicletas e ferramentas eléctricas
  • investir num revolucionário projecto hidroeléctrico no centro de Espanha

1.3.08