18.2.09

Outubro de 1964

Os impressos de transferência de propriedade que todos nós conhecemos deixarão de ter validade no fim deste mês. Se têm alguma "declaração de venda" assinada que ainda não meteram por preguiça- como eu tinha- ela transformar-se-á em abóbora à meia noite do dia 1. Já corri a minha capa dos documentos e vou agora ao senhor simpático da agência de documentação deixar lá tudo.

Outubro de 1964

O cheiro do papel grosso dos livretes antigos.
Os seus cantos encorrilhados.
As arestas gastas e felpudas.
O nome de uma pessoa e a sua caligrafia.
Os quilómetros, as viagens, as histórias escondidas.