6.5.08

A boa acção do dia

Boa em intenção, mas algo medíocre em execução. Quando parti um cabo de mudanças há pouco tempo atrás, pensei para mim mesmo: "Raios, ainda não comprei um cabo de acelerador para completar o kit de sobrevivência; se continuar assim vai dar molho". E deu.

Regressando a casa depois de um duro dia a tentar dominar o mundo, virei para o rio para ver a paisagem e descontrair um pouco. Parada na berma, meia desmontada, estava uma PX visivelmente avariada com um colega a pairar por cima dela tentando realizar algum tipo de reparação. Como um celestial anjo de guarda- ou abutre necrófago, vocês decidem- dei meia volta e ofereci a minha assistência mecânica. O jovem aceitou de bom grado, e foi com assustadora naturalidade que permitiu que um desconhecido total se aproximasse do seu veículo com uma chave de fendas e um alicate. Na terra dos cegos, e tudo isso.

O resto é bastante linear. Cabo de acelerador putrefacto com fracturas múltiplas. Kit do Bob tem muitos cabos mas não o de acelerador. Cabo de mudanças é muito grosso e não permite retorno. Falha miserável em recolocar aquela Vespa na estrada em condições. Lá se engendrou um cabo solto para o jovem puxar com a mão, e creio que ele deve ter conseguido realizar duas ou três curvas antes de sofrer algum acidente com maior gravidade. Desculpa lá, colega. Amanhã de manhã, não falha. São dois cabos de acelerador, fáxabor. Ah, e abraçadeiras.