12.12.08

103A1

Eu tenho uma relação amor/ódio com restauros. Basicamente, eu amo odiar restauros.

Assim, quando ouvi falar duma Heinkel restaurada em exposição na loja da Ascari, senti algo nem de longe parecido com entusiasmo pois só há uma coisa pior que um restauro de atrelado, é um restauro para exposições. Felizmente que este não é o caso, pois não só esta Heinkel 103A1 de 1960 cumpre os meus critérios mínimos de qualidade de restauro, mas também não é nenhuma "trailer queen": esta vetusta senhora anda regularmente e até cumpriu uma pequena passeata chamada Lés-a-Lés, onde realizou 1500kms em 30 horas (edit: aqui em PT). Ora ISSO é um restauro. (o capacete a combinar é que é... enfim... ^-^ )

Heinkel 103A1, 1960

Mas o que é que poderá ter motivado este episódio de exposição pública? Eu conheço o dono e sei que ele não está interessado em fazer inveja com as suas scooters (eu sei, há pessoas esquisitas! Para que é que serve uma colecção de scooters, então?!...) e nem está interessado em ofertas de compra, por isso desenvolvi uma teoria alternativa. É o efeito "ninho de cuco", onde as scooters mais fortes empurram as mais fracas para fora do habitat. É para prevenir este efeito que mantenho um rácio Vespas/Lambrettas na minha colecção nunca inferior a 2, não é por gostar de Lambe-gretas. Para compreensão total deste fenómeno criei assistência audio-visual :

Nest of scooters

E agora a parte áudio: "Nããããããããããããããããoooooooooooo.... (a diminuir de volume gradualmente) - SPLAT! Sim, eu sei que não pesco nada do Gimp. Foram as minhas primeiras transparências, ok? Não tenho ficado exactamente deslumbrado com a qualidade das vossas contribuições photoshopadas...