16.10.08

Sprint update II

Passaram-se nove meses desde o último update do restauro da Sprint, e dezoito meses desde que visitei o chapeiro pela última vez. O meu restauro, previsto metódico, regular e organizado, transformou-se num impasse caótico e anárquico.

Cerrei os dentes e empurrei a carroça para diante: liguei ao chapeiro e fui visitá-lo. O homem é simpático e comprometeu-se a avançar com o meu quadro, depois das duas desgraças que o afligiram: casou-se, e partiu a clavícula. O meu quadro, se ainda não o viram, está muito direito, sem grandes pancadas ou mossas. O suporte do amortecedor está impecável. Os dois grandes problemas são um podre na costura em T que fica por baixo do bacalhau...

P1050259

...e um chão picotado de ferrugem que terá que ser substituído.

P1050261

Este era o chapeiro do Vasco e, por isso, tem resmas de experiência a realizar trabalhos complicados em Vespas de todo o tipo. Estou optimista acerca do resultado final, e de como este cumprirá os meus elevados e irreais parâmetros de qualidade, a um preço não exorbitante. Escusam de me pedir o contacto deste chapeiro pois ele já me anunciou que esta será a última Vespa em que trabalhará. "É um serviço muito miudinho que não paga as horas gastas", informou. Mais à frente acrescentou que talvez trabalhe em mais Vespas, mas "sem prazo e sem orçamento". Se vocês tiverem um chapeiro bom e barato, ofereçam-lhe uma garafa de pinga e lavem-lhe o carro, já!

Outra coisa interessante: o MC (Meu Chapeiro) queixou-se que a metalização/zincagem tornava a soldadura bastante mais difícil- "não deixa agarrar". Nunca tinha ouvido essa antes e talvez até faça sentido. Se dão valor ao vosso chapeiro, perguntem-lhe, de antemão, se o incomoda a metalização. Ele ficará sensibilizado.

Se tudo correr bem, talvez eu tenha um quadro no Natal.