7.6.11

Foto do dia

IMG_2736
Foto de SIP Scootershop
    

A morte de um motor?

Uma máquina pode ter alma? Eu acho que sim. A passagem do tempo imprime uma qualidade intangível a meros objectos que os eleva acima do plano meramente material, especialmente se se tratar de um elemento móvel ou motorizado. É debaixo dessa luz que considero as palavras do Jocha da equipa 64:

24h de Abrantes. Desta vez a 64 não cumpriu a sua missão. Depois de andar cerca de 22h a discutir o primeiro lugar com a equipa 33, equipada com um potentíssimo motor de 130cc, o velhinho (já com 7 anos e cerca de 300 HORAS em pista) motor de 75cc da 64 entregou a alma ao criador.
Pura e simplesmente explodiu o cárter tendo no entanto ficado todo o resto da mecânica intacta. Está a trabalhar normalmente só que com vários buracos nos carteres. Dá pra ver todo o seu funcionamento interno.

Obrigado velhinho 75cc pelas todas as alegrias que nos proporcionaste! Só nos resta a alegria de te teres finado com muita classe! Lutando por mais uma vitória."

Foto de Sam (PBS)

O ferimento é, sem dúvida, grave mas não fatal. O propulsor ferido ainda trabalhou normalmente a ritmo de corrida durante uma meia hora de condução até se notar a fuga de óleo, o que levou a uma inspecção mais profunda e à descoberta do buraco no carter. Ainda funcionava! As minhas fontes secretas dizem-me que a possibilidade de reencarnação para este esforçado companheiro, detentor de fiabilidade recordista, é muito real. É difícil matar um bom motor, e este era um dos melhores. Será ainda mais rápido.