19.3.13

Mega libertação de pressão Pinasco

A Pinasco insiste em enviar-me libertações de pressão (ou "press releases", em anglo-saxónico) porque eu sou uma entidade blogacular scooterista de alto gabarito (ou porque me inscrevi na newsletter deles, um dos dois). De qualquer modo, aqui fica uma selecção das novidades Pinasquianas de tempos recentes. Aqueles italianos malucos não páram de inventar!


Ignição Flytech
Foi você que pediu um sistema de ignição variável de 12V e 90W? Este kit inclui um novo ventilador, disponível em várias versões de pesos diferentes para os modelos de Vespa mais comuns, incluindo uma versão dentada para arranque eléctrico. Os pesos são 0.8 kg, 1.1 kg e 1.4 kg para as small-frame, e 1.6 kg e 1.8 kg (arranque eléctrico) para as large-frame.

A qualidade Pinasco está patente em características como um acabamento niquelado do "miolo" para resistir à corrosão e uma escala marcada no prato de bobines para facilitar a afinação.



Escape Pinasco
Este mítico escape branco "banana" para as small-frame de 50 a 125cc está de volta. É 1977 novamente! Aspecto e som inconfundíveis, e também serve para Ape! ;)
 


Escape Symphony para LML STAR 200 4T
É só montar numa LML para desempenho dinâmico e sonoro melhorado.


Pinasco Airbox
Esta tampa da caixa do carburador aumenta o volume da caixa em 120%, melhorando o desempenho do motor a baixas rotações. Carburadores e cilindros maiores necessitam de mais ar e esta tampa fornece exactamente isso. Compatível com os motores PX tradicionais.
 


Carburador "R" Series
Para corrida e kitanços à homem. Os carburadores marcados com a letra R possuem passagens internas maquinadas por CNC para um fluxo de gasolina suave e amplo. O modelo SI 26/26 “R” tem o corpo aberto para 26mm, em vez dos 25.4 de origem. A garganta maquinada também está disponível para carburadores 20/20, bem como um kit de giglers mínimos 55-58-60-62-65-68/160.
 


Livro Andrea Pinasco
Esta colecção de fotos e histórias dedicadas à Vespa e ao seu preparador lendário não pode faltar na tua biblioteca especializada.
 


Rolamento Pinasco de alta velocidade
A gaiola das esferas deste rolamento 25x62x12 (Vespa PX) é feita em poliamida e não em metal, o que reduz a fricção e o barulho. E tem "alta velocidade" no nome.



Embraiagem Loop Clutch de 12 molas
Para corrida ou viagem, a nova embraiagem de 12 molas chegou para melhorar a tua Vespa small-frame. Esta peça promete um curso completo dos discos e a eliminação do atrito. Pode ser usada com 6, 8, 10 ou 12 molas dependendo do tipo de motor que se tem, e a sua construção em alumínio Ergal combina leveza com robustez.

Para além de não exigir nenhuma modificação ou substituição das peças originais, a Loop Clutch alega ainda ser suave na tua carteira.


      

13.3.13

Nunca mais é 1995

O ano corrente de 1994 já começa a chatear. O futuro é que interessa. Sendo assim, troquei um conto de réis em moedas de 20 escudos e comecei a enfiá-las na ranhura do super-computador da Horta o mais depressa que as minhas unhas compridas me permitiam, e gastei todos os créditos a correr uma simulação de como será o Vespismo nacional daqui a 20 anos, em 2014. Este foi o resultado:

P3064664

Basicamente será um grupo de palhaços a andar em scutras pintadas em cores que não combinam enquanto Vespas asiáticas invadem a nação.

Não liguem, estou só triste por não poder ir à Serra da Estrela com o VCL no próximo fim-de-semana. Talvez possa contratar o Moço de Recados para ir por mim e tirar fotos... Entretanto, do outro lado do Atlântico, os Americanos têm gasolina a 3 cêntimos por galão e podem dar-se ao luxo de comprar um autocarro para irem ao AmericanoVespa:



Aqui na terrinha, o Scooterismo Clássico permanece embrionário e sub-desenvolvido, e continua a ser possível ver muitas Sprintérs a serem usadas como veículos de uso diário pelos seus rústicos e campestres donos, como esta.

Foto de Miguel e/ou Sérgio

Belo capacete futurista, mas não dou mais de 20 contos por tudo.
   

7.3.13

Visita ao Vasco

Como parte do esforço para recuperar da interrupção de três meses* causada pelo Grande Reset Apocalíptico Scooterista Nacional Para 1994 (G.R.A.S.N.P.1.), eis umas fotos antigas duma visita minha ao Vasco.

Fui lá porque  deparei-me com duas avarias que não consegui consertar. A primeira foi a desintegração do meu cabo do ar, que já andava a meter real nojo; a segunda foi um pisca que deixou de funcionar por não estar a chegar corrente ao "balon", segundo o meu multímetro.

Entreti-me a tirar umas fotos artísticas de altíssima qualidade artística do ponto de vista da arte.

P9153380

Peças.

P9153382

Cabo do ar novo.

P9153377

Não relacionado com a minha reparação, acho eu.

P9153373

O receptor dos piscas partido - responsável pela avaria dos ditos - que foi re-cravado, já que não havia nenhum outro disponível. Ei, funciona.

P9153383
Está tudo desfocadinho lá ao fundo = arte

No fim, o descanso.


P9153384
    
*Os leitores possuidores de uma conta Horta Premium receberão um reembolso automático de um quarto da cota anual na sua conta de débito directo. De nada.
 

5.3.13

A estrada continua ou outra metáfora igualmente apropriada

Bolas, já é Março!?

Se estão a ler isto - uma posta nova num bloguér dedicado à Cena Scooterista Clássica Nacional (C.S.C.N.) - é porque a Cena Scooterista Clássica Nacional (C.S.C.N.) ainda não acabou. Mas... e o Apocalipse? Não acabou com tudo, como previsto inúmeras vezes pelo super-computador da Horta?

Nim.

O super-computador ainda está a trabalhar nesse problema (ou encravou, amanhã de manhã vejo se a ampulheta continua a rodar) mas o que acho que se passou é que o Scooterismo Nacional fez reset para 1994, como comprova este vídeo que postaram recentemente no Facebookér da Horta, entitulado "Super Vespa do Paixão - Charca da Urra ":


Potente. Tenho que ir em peregrinação a Charca da Urra.

Mas a questão permanece: porque é que não acabou tudo? Porque é que continuamos cá? Porque é que as pessoas continuam a gostar de pneus de faixa branca? A minha resposta é que o Apocalipse foi deflectido pela Vespa Com Maior Número de Catadióptricos da Comunidade Scoterista Clássica Nacional (V.C.M.N.C.C.S.C.N), esta magnífica FL2.

Untitled

Se forem de inclinação científica, a explicação tem a ver com buracos negros, a dualidade onda/partícula da luz visível e a elevada área reflectora. Se, por outro lado, forem de inclinação espiritual, a explicação foi a intervenção divina da Nossa Senhora da Top Case, também ela devidamente reflectorizada nos pés e no peito.

Untitled

Sim, porque a Nossa Senhora não estava lá há um ano atrás!

Assim de repente estas fotografias parecem estar meio desfocadas ou tremidas mas o que se passa na realidade é que, em 1994, as máquinas fotográficas digitais ainda eram muito primitivas. E, dado que retrocedemos tanto no tempo, aproveito para anunciar que compro Vespas 150 e Rallys até 30 contos. Acreditem que isto das lambretas antigas vai pegar.