30.9.11

Uma Segunda-feira normal

A minha Segunda-feira começou com a recusa em desfazer as malas do Camping no dia anterior (lamento mas não há fotos do dito, talvez se arranje um vídeo bué manhoso no entanto). De manhã fui buscar a Lambretta dos 10 contos; devido a desenvolvimentos logísticos alheios à Horta, fui obrigado a empurrá-la 2 kms até casa, onde se encontra agora em modo de armazenamento temporarió-permanente de natureza indefinida.

P9267479
Muitos anos depois, a minha primeira visão da Lambretta dos 10 contos

Levei a máquina fóto-câmera-gráfica de imagens para ir fazendo uma reportagem visual da odisseia, mas 2 kms passam num instante e acabei por não fazer chapas. A viagem decorreu sem grandes sobressaltos, mas arranhei a mão direita com alguma gravidade numas silvas enquanto me encontrava distraído a olhar para o pedal do kicks a ver se passava. As silvas são a causa número 1 de ferimentos ao empurrar-se uma Lambegreta podre num ambiente urbano, como é óbvio.

Também cometi a imprudência de actuar o travão da frente numa descida. O braço do travão ficou preso e não recuou, dificultando a minha progressão desimpedida e obrigando-me a parar para o fazer regressar à posição de repouso por via manual. Ai oxidação oxidação... Os últimos anos que passou debaixo de um alpendre não a favoreceram muito, confesso. Está com uma patine muito... pantanosa.

P9267480
Vacina do tétano em dia?

E, ao fim do dia, um saltinho de 200 kms até à Serra da Freita para ver o pôr-do-Sol.

P9267488
Once more unto the Freixa, dear friends, once more

P9267509
Chapa montes de artística

Fui com pendura a picar-me com uma Honda 125 acelera, também com pendura, e o meu barrote saiu claramente vitorioso do confronto na auto-estrada. Segundo o velocímetro nipónico, que "às vezes até marca a menos", dei
  • 90 à hora nas subidas
  • 100 nas rectas
  • e cheguei aos 110. Ganda Penhasco.
Uma Segunda-feira perfeitamente normal, powered by uma frota anormal.

P9267487
Sobre o que falarão à noite?...
   

Sem comentários: