3.11.14

Veículo Oficial do Apocalipse 2.0

Já alguma vez espirraram à séria dentro do capacete fechado e pensaram "bem, tenho mesmo que lavar esta badalhoquice quando chegar a casa" e só se lembram do sucedido dois meses depois quando estão parados no semáforo a lamber distraidamente o interior do capacete? Não? Pois, a mim também nunca aconteceu.

Iniciemos, sendo assim, a nova época do Scooterismo Clássico Nacional (S.C.N.) tentando responder à pergunta mais importante de todas e que vos consome dia e noite, certamente: qual será o Veículo Oficial do Apocalipse Scooterista 2.0 (V.O.A.S.2)? O V.O.A.S. anterior foi uma Lambegreta de plástico o que tornou a decisão bastante simples (Lambegreta + plástico, duh) mas a presente eleição afigura-se mais complexa.

Pode ser, por exemplo, a Vespa 946 Bellissima em azul-cueca escuro (já não se faz azul-cueca como antigamente...). A 946 em amarelo (tom bastante apocalíptico, já agora) não parece ter entrado em produção o que, a acontecer, far-nos-ia saltar imediatamente para o Apocalipse 6 ou 7.


Ou pode ser a nova Vespa Rally (já saiu uma Primavera e uma Sprint, 'tá-se mêmo a ver que vai sair uma Rally)...

P8160435
simulação computorizada da nova Vespa Rally

Ou pode ser uma frota de Apes a venderem cerveja artesanal...

PA211353

PA171224
"Ei, isso não é Sumol!"

Ou o que quer que isto seja.

P9270780

Ou então pode ser novamente uma Lambegreta de plástico, mas desta vez com 300cc.



Ou então pode ser uma scooter com quatro rodas, já que scooters com três rodas são tão 2010 - de certeza que deve haver pessoal a restaurar a primeira geração dos Piaggio MP3 e a pintá-los em azul-celeste com o capacete a condizer.



Uau, fantástico! Aposto que ficava ainda melhor com quatro assentos e um tecto abrangente para proteger dos elementos. Estilo isto:

Vespa 400 miniature

Eu agora poderia pedir-vos para ignorarem esta tecnologia temporária das quatro rodas e comprarem antes as novas scooters de cinco (5) rodas, porque diz que vão fazer torradas e conectar ao Facebook, mas vou ser radical e aconselhar todos os leitores a esperarem antes pelas novas scooters de oito rodas com tecnologia Dexion. À prova de qualquer Apocalipse.

Enquanto o Veículo Oficial continua a flutuar num limbo de incerteza, o modo como o Apocalipse 2.0 decorrerá é bastante previsível. Uma massa sólida de Hondas PCX e de LMLs  automáticas invadirá as ruas das grandes cidades ocupando a totalidade do espaço disponível, obrigando todos a circularem a 15 quilómetros por hora e a apitarem constantemente. Para todo o sempre.


Com o "I gotta feeling" a tocar em repetição permanente. Verdadeiramente apocalíptico.
     

3 comentários:

Rui Tavares disse...

A Scomadi não. Essa é para os ingleses que não conseguiram sacar em Portugal uma DL.
Uma 4D também não. Já temos cá tratores.
Já no que diz respeita à invasão de ScooterParadistas, partilho o receio de que a supremacia scoterista possa passar por plásticos envernizados. Muitos.
finalmente quanto à cor, não podias estar mais errado. E esquecido. Era gajo para jurar que tu próprio, algures, já anunciaste o Laranja.
Já agora. Que é feito do L.I.C.E.T.?

VCS disse...

Eu acho que o Apocalipse 2.0 é uma cena menos universal. Mais à frente, personalizável, e à medida de cada um. O meu aconteceu quando comprei uma LML 4T. Fiquei apocalipsado por uns bons meses.

;)

Rui Tavares disse...

Vasco, a tua passagem de cenas automáticas para uma LML é tipo,... mais ou menos,... estilo,... o Apocalipse aos contrário