18.3.11

Dilemas fósseis

Parece que está em movimento uma tentativa de boicote a uma ou mais das grandes gasolineiras. Eu mencionei a minha opinião excêntrica e completamente desajustada do dogma colectivo do rebanho no passado, e venho mais uma vez enfiar a chave de fendas nessa cabeça de parafuso moída.

out of fuel

Boicotar uma gasolineira durante um dia é cuspir para o vento. É o mesmo que boicotar o nosso traficante de droga durante um dia para ele baixar o preço da heroína. No dia seguinte vamos lá comprar uma dose reforçada! Se querem gastar menos dinheiro em heroína, deixem de ser toxicodependentes. Se querem boicotar de modo eficaz todas as gasolineiras simultaneamente, então a solução é simples: consumir menos gasolina.

"Ah e tal mas eu tenho que fazer x kms por dia para ir para o trabalho e a única maneira é com o carro" - sim, concordo que há um problema grave de mobilidade no dia-a-dia de milhões, mas é um problema que não é responsabilidade da gasolineira A ou B. A culpa reside antes na sociedade moderna que está construída tendo como base o automóvel privado, um formato que está a funcionar cada vez pior como todos nós podemos testemunhar.

Armas anti-carro
A Vespa, o meu veículo primário há mais de uma década, vai começar a fazer menos quilómetros. Acabaram-se os 10.000 por ano. Exorto-os a fazer o mesmo, de bicicleta e de metro, pois assim poderemos castigar verdadeiramente as gasolineiras e melhorar a sociedade com um método absurdamente simples: consumindo menos gasolina. Torna-se cada vez mais claro quer o automóvel privado não faz parte do futuro da mobilidade urbana: quanto mais cedo se habituarem a isso menos vai doer. Eis um blog interessante com uma boa colecção de links, se estiverem prontos para largar o rebanho.
   

2 comentários:

Calatróia disse...

Nem mais 8)

Em Lisboa basta reparar num semáforo que esteja vermelho e contar o nº de carros e o nº de pessoas que estão em cada um...Deve dar uma quociente interessante...

NOT!

PE disse...

Na 25 de Abril é quase sempre 1 para 1... Muito esporadicamente se veem 2 para 1!