2.6.09

Dude, where's my freio?

Eu sabia que tinha perdido compressão quando agarrei há ano e meio mas nunca pensei que os estragos fossem tão... visuais. Em baixo podem ver que desapareceu um dos freios da cavilha do pistão! Não só o pistão está diligentemente arranhado a toda a volta como apresenta várias mordidelas e crateras interessantes em sítios variados.

"Dude, where's my circlip?"
Foto: Powered By Sam

E, sem freio a segurar a cavilha, o que é que a impede de se chegar ao lado e roçar na parede do cilindro criando um Canal do Panamá metálico a toda a altura do meu "barrote de Pontedera"? Nada. Este cilindro morreu.

Groove on my cylinder
Foto: Powered By Sam

Apesar destes danos graves o maquinão continuava a trabalhar e a comer quilómetros: pegava bem, aguentava o ralenti, tinha força, enfim- fazia tudo o que tinha que fazer, e fê-lo durante mais de um ano. Morria só um bocadito nas subidas mas isso ficará explicado amanhã.

PX = granito

7 comentários:

Patu disse...

curti a foto das entranhas do animal :)
Aquilo com uma polidela ainda fazia mais 50 000 kms.

PE disse...

Scary!
Uma polidela mas com cuspo, sff...

Mateus disse...

Realmente o que as Vespas aguentam!!! Põe o mitico barrote!!

Rui Tavares disse...

Isso de ainda andar bem...quer dizer.
Também pegava bem... a descer.
Mas realmente as Vespas aguentam tudo... ou quase

paxeko.lorenzo disse...

Oh!

Ela assim ainda andava era mais: isso funcionava como transfers adicionais, pah!

:D

Ranger Bob disse...

LOL transfers adicionais!

ulisses disse...

Já merecia a pobre coitada!